ECONOMIA

EUA e União Europeia pretendem criar zona de livre comércio



Os Estados Unidos e a União Europeia pretendem criar uma zona de livre comércio. A junção da região em um único bloco econômico criaria uma área com cerca de 800 milhões de consumidores.

A expectativa é que a diminuição dos impostos na região estimule o aumento do consumo, o que geraria mais empregos na Europa, principalmente nos países em que a economia ainda está fria devido à crise. Apesar da longa negociação para que o bloco seja criado, a expectativa é de que o anúncio possa ser feito até o final de 2014.

Para o ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, ainda é cedo para avaliar as consequências de tal acordo, mas observa que os países envolvidos terão dificuldade para chegar a um consenso sobre alguns pontos, como o que trata das tarifas praticadas em alguns setores.

As diferenças tarifárias são um grande entrave na opinião do sociólogo Carlos Eduardo Martins, mas ele pontua também a questão política: o acordo aproxima os governos europeus dos Estados Unidos. “Caso esta proposta avance e impulsione as assimetrias e as frustrações sociais, como as que se desenvolveram na União Europeia lastreada pelo euro, poderá provocar uma forte oposição interna cujos efeitos políticos certamente terão impacto significativo na geopolítica mundial do século 21”, avalia o Coordenador do laboratório de Estudos sobre Hegemonia e Contra-hegemonia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (LEHC-UFRJ).

Fonte: Terra / Vanessa Silva
Foto: Google Imagens

Postagens mais visitadas