ECONOMIA

Sindicatos dos bancários decidem encerrar greve na maior parte do país



Sindicatos de bancários de várias partes do país – incluindo São Paulo e Rio de Janeiro – realizam, nesta sexta-feira (11), assembleias que podem por fim à greve da categoria, que completou 22 dias na quinta-feira. Em algumas localidades, as agências já chegaram a abrir na sexta.

Na madrugada desta sexta, o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) chegaram a um acordo para pôr fim à paralisação, informou a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). A decisão precisa ser aprovada nas assembleias locais.

Os principais pontos do acordo, segundo a Contraf-CUT, são 8% de reajuste (1,82% de aumento real); 8,5% (2,29%) de reajuste para o piso da categoria, e compensação pelos dias parados pela greve de até uma hora por dia (entre segunda e sexta-feira) até o dia 15 de dezembro.

Rejeitaram
Rio Grande do Sul
Maranhão
Florianópolis, Blumenau e Itajaí
Os bancários das regiões que não aprovaram a proposta farão nova assembleia na segunda, analisando as mesmas condições, já que a maior parte dos bancários aprovou.

Assembleias na segunda
Acre
Brasília
Pará
Guarulhos

Fim da greve aprovado
Alagoas
Amapá - com exceção da CEF.
Amazonas - com exceção do Banco da Amazônia.
Bahia
Ceará
Espírito Santo
Goiás
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Minas Gerais
Paraíba
Paraná
Pernambuco
Piauí
Rio de Janeiro
Rio Grande do Norte
Rondônia
Roraima
São Paulo
Sergipe - com exceção do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).
Tocantins

Fonte: G1
Foto: Reprodução

Postagens mais visitadas