ECONOMIA

Calote de Eike é tratado como o 'fim de uma era' pela mídia internacional



O calote de quase US$ 45 milhões da petrolífera OGX (OGXP3) foi tratado pela imprensa internacional como "o fim de uma era" nos negócios de Eike Batista.

O empresário, que já representou o sucesso da economia do país, teve a trajetória comparada à história do Titanic, como escreveu a revista "Forbes".

Veja a seguir a repercussão internacional do calote da OGX:
Financial Times: "o fim de uma era" Segundo o jornal britânico "Financial Times", o calote da OGX "marca o fim de uma era" para a companhia, encerrando um processo de derrocada que começou em junho, quando a empresa informou que havia furado poços secos no Rio de Janeiro.

NY Times: Eike representa as dores da economia do Brasil Um dos principais jornais norte-americanos, o "The New York Times" relacionou a situação de Eike com os desafios da economia brasileira. "Assim como Eike Batista foi, durante um tempo, um símbolo do poder econômico do Brasil (..), ele agora representa as dores de crescimento de seu país".

Forbes: trajetória do empresário é comparada ao Titanic A revista "Forbes" afirma que a OGX afundou "como uma plataforma de perfuração que foi bombardeada em seus quatro alicerces". O texto ainda compara o grupo de empresas de Eike ao Titanic, e repercute a notícia de que o BNDES não deve socorrer Eike.

Fonte: UOL Notícias
Foto: Reprodução

Postagens mais visitadas