ECONOMIA

Juiz aceita pedido de 'concordata' da OGX, mas exclui empresas no exterior



O juiz Gilberto Clovis Faria Matos aceitou, com ressalvas, o pedido de recuperação judicial (antiga concordata) da OGX, do empresário Eike Batista. A petroleira entregou o pedido à 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro em 30 de outubro.

Porém, o juiz excluiu as empresas OGX Internacional e OGX Áustria, braços internacionais da petroleira, do pedido de recuperação judicial, após um parecer enviado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

A decisão foi enviada nesta quinta-feira (21) para publicação no Diário da Justiça Eletrônico.

A recuperação judicial, antiga concordata, é uma opção para empresas que estão em crise, mas acreditam ter chances de sobreviver. Esse é o maior caso de recuperação judicial da América Latina, segundo a agência de notícias Reuters.

A OGX declarou que deve, no total, R$ 11,2 bilhões.

Fonte: UOL Economia
Foto: Reprodução/ Estadão Conteúdo

Postagens mais visitadas