ECONOMIA

Queda da OGX é alerta contra interferência de governo na Petrobras, diz 'FT'



Um editorial publicado nesta quinta-feira pelo diário econômico britânico Financial Times afirma que a concordata da OGX, de Eike Batista, deveria servir de aviso para que o governo brasileiro pare de interferir tanto no setor de petróleo.

Para o jornal, "o afundamento da OGX trouxe à tona a variedade de problemas que afetam a indústria do petróleo do Brasil". O diário observa que a OGX "não é a única companhia de petróleo que hoje sofre com endividamento alto e receita em baixa", lembrando que a Petrobras tem uma dívida que chega a "extraordinários" US$ 185 bilhões e que as ações da empresa caíram 30% nos últimos três anos.

O editorial afirma que "o governo só pode culpar a si mesmo por cortar as asas de uma indústria antes em ascensão". "O setor de recursos naturais é de fato um símbolo mais amplo da desaceleração de reformas que vem travando o Brasil desde que Dilma Rousseff se tornou presidente em 2011", afirma.

O texto observa que, após um hiato nos leilões de campos de petróleo entre 2008 e 2013, um leilão foi finalmente realizado neste ano, mas com regras que o jornal chama de "bizantinas", obrigando a Petrobras a operar qualquer campo na nova bacia, o que teria afastado muitas empresas estrangeiras do negócio.

Fonte: BBC Brasil
Foto: Reprodução

Postagens mais visitadas