ECONOMIA

'WSJ': América Latina é bom lugar para investimento, mas Brasil é 'descartado'



A América Latina, mesmo ficando para trás em relação aos mercado em desenvolvimento em 2013, está "pronta para a virada", de acordo com assessores financeiros consultados pelo jornal "Wall Street Journal".

Contudo, assim como a matéria do "Financial Times" da semana anterior, a publicação norte-americana destacou que os gestores de carteiras estão mais dispostos a investir em países menores, como México e Chile, em vez de de investir do Brasil. De acordo com eles, aqueles dois países são uma melhor aposta para o crescimento no longo prazo.

Um dos analistas consultados pelo jornal norte-americano, Peter Lanniganm destaca que o governo possui uma grande participação em grandes empresas como a Vale e a Petrobras. Para o curto prazo, as perspectivas para o Brasil não são boas; porém, aponta, o País é um "gigante adormecido" que poderia facilmente voltar a crescer dois dígitos ao longo dos próximos anos.

Porém, por enquanto, o México parece ser o investimento mais interessante da América Latina, em meio às reformas de mercado e à demografia que favorece uma força de trabalho jovem.

Fonte: UOL Economia
Foto: Reprodução

Postagens mais visitadas