ECONOMIA

Ceia de Natal e Ano Novo pode ficar até 15% mais cara com alta do dólar



As mesas das festas neste fim de ano devem ter um pouco menos de vinho, bacalhau, frutas secas, azeites, conservas e outros produtos importados. A ceia mais modesta é resultado da alta de até 15% no preço desses produtos, por conta da valorização do dólar frente ao real, segundo a Associação Brasileira dos Importadores e Exportadores de Bebidas e Alimentos (Abba).

Desde o fim de 2012, o dólar subiu mais de 15%, saindo do nível dos R$ 2,00 para R$ 2,30, o que impacta diretamente o preço dos itens mais procurados nesta época das festas.

Como é difícil fazer trocas quando se trata de produtos típicos, a alternativa é pesquisar preços em diferentes lojas ou tentar diminuir a quantidade de produtos importados consumidos, para manter os gastos.

Fonte: G1
Foto: Reprodução

Postagens mais visitadas