ECONOMIA

Nike e Adidas disputam espaço publicitário na Copa de 2014



Quando as seleções se enfrentarem na Copa do Mundo no ano que vem no Brasil, outra luta pela supremacia global será disputada fora dos campos - entre Adidas e Nike.

Tudo estará em jogo na próxima rodada dessa briga. Atualmente a Nike possui 14,5 por cento do mercado global de artigos esportivos, comparados aos 11,4 por cento da Adidas, e está corroendo a primeira posição da marca alemã na Europa. A Adidas detinha 13,2 por cento do mercado de artigos esportivos no Leste Europeu em 2012, e a Nike, 12,4 por cento, de acordo com dados da Euromonitor.

Há mais de 40 anos a Adidas orna uniformes e chuteiras com seu logotipo inconfundível de listras paralelas. A Adidas prevê vendas recordes de mais de 2 bilhões de euros em artigos de futebol em 2014 e almeja reforçar as vendas globais para 17 bilhões de euros (23 bilhões de dólares) em 2015.

A norte-americana Nike, entretanto, só entrou no mercado de futebol em 1994, mas já tem várias parcerias de peso. A empresa não faz previsões para categorias esportivas específicas, mas antevê vendas globais de até 30 bilhões de dólares para 2015 - insinuando achar que pode ter um desempenho suficientemente bom durante a Copa do Mundo para ampliar sua liderança global sobre a rival alemã - e talvez batê-la também em casa.

Vale lembrar, que no primeiro trimestre fiscal de 2013 (encerrado em 31 de agosto nos EUA), a Nike divulgou um aumento de 8 por cento em vendas na Europa. No mesmo período, as vendas europeias da Adidas caíram 7 por cento.

Fonte: UOL Economia
Foto: Reprodução

Postagens mais visitadas