Economia: FMI corta pela quinta vez previsão para crescimento do PIB brasileiro

FMI corta pela quinta vez previsão para crescimento do PIB brasileiro



A economia brasileira deve mesmo crescer pouco neste ano. Depois que o governo admitiu que o Produto Interno Bruto (PIB) deve ter alta menor que a vista em 2013, nesta quinta-feira (24) foi a vez do Fundo Monetário Internacional (FMI) reduzir – pela quinta vez seguida – a estimativa de expansão da economia em 2014.

Segundo relatório divulgado pelo Fundo, a estimativa é que o PIB (a soma de todas as riquezas produzidas no país) cresça 1,3% neste ano. Em abril, a entidade previa uma alta de 1,9%. Quando divulgou suas primeiras previsões para o crescimento de 2014, em abril do ano passado, o FMI esperava uma expansão de 4%.

“No Brasil, as condições financeiras mais restritas e a contínua fraqueza na confiança dos negócios e dos consumidores estão retendo os investimentos e amortecendo o crescimento do consumo”, diz o FMI no relatório.

Para o governo brasileiro, o PIB deverá crescer 1,8% neste ano, taxa acima da prevista pelos economistas do mercado financeiro do país, de 0,97%.

O Fundo mostrou menos otimismo também para 2015: a previsão para o crescimento brasileiro no próximo ano recuou de 2,6% para 2%.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página