Economia: Tarifa de ônibus urbano volta a subir e pesa sobre inflação pelo IPC-S

Tarifa de ônibus urbano volta a subir e pesa sobre inflação pelo IPC-S



As tarifas de ônibus urbano voltaram a subir e pressionaram a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) em setembro, que acelerou 0,49%, 0,06 ponto percentual acima da taxa registrada na última divulgação, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o indicador acumula alta de 4,93%, no ano e, 6,97%, nos últimos 12 meses.

Das oito classes de despesa que integram o cálculo do indicador, cinco mostraram taxas maiores em setembro. A principal contribuição para o avanço da taxa do índice partiu do grupo transportes (de 0,29% para 0,51%).

Também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos alimentação (de 0,47% para 0,55%); comunicação (de 0,45% para 0,67%); vestuário (de -0,02% para 0,02%); e saúde e cuidados pessoais (de 0,47% para 0,50%).

Na contramão, apresentaram taxas menores os grupos habitação (de 0,51% para 0,48%) e despesas diversas (de 0,19% para 0,11%).
O grupo educação, leitura e recreação repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, 0,64%.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página