Economia: Bolsas asiáticas recuam no início da semana

Bolsas asiáticas recuam no início da semana



O índice MSCI que reúne ações regionais com exceto do Japão caía nesta segunda-feira (20) e os mercados acionários chineses anularam fortes ganhos do começo da sessão obtidos com a decisão do banco central da China de aumentar o poder de empréstimo dos bancos cortando o compulsório.

No domingo, o banco central da China cortou o montante de dinheiro que bancos precisam deter como reservas, o segundo corte para todo o setor em dois meses, acrescentando mais liquidez para impulsionar o crescimento em desaceleração.

Às 8h17 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 1,12%, após ter subido a uma máxima de sete anos na sessão anterior. O índice japonês Nikkei fechou com queda de 0,1%, depois de registrar baixa de 1,3% na semana passada.

"Não há necessidade de que os mercados se preocupem demais por causa da fraqueza nas ações mundiais na sexta-feira", disse o estrategista de investimento sênior do Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities Norihiro Fujito, que disse que a mais recente medida da China para fortalecer sua economia ajudou as ações japonesas.

Os mercados chineses fecharam em queda nesta segunda-feira numa sessão volátil com temores sobre um endurecimento regulatório no mercado acionário mais visado do mundo compensando a medida mais agressiva do banco central do país até o momento para impulsionar a economia em desaceleração.

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,09%, a 19.634 pontos.
Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,02%, a 27.094 pontos.
Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,61%, a 4.218 pontos.
Em SEUL, o índice KOSPI teve alta de 0,15%, a 2.146 pontos.
Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,19%, a 9.552 pontos.
Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES teve perdas de 0,62%, a 3.503 pontos.
Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 fechou com queda de 0,76%, a 5.833 pontos.

Fonte: G1
Foto: A/D
Página anterior Próxima página