Economia: Mercados da Europa veem pior dia desde 2011 com crise grega

Mercados da Europa veem pior dia desde 2011 com crise grega



Os mercados acionários europeus caíam nesta segunda-feira (29), com os bancos do sul da Europa sendo particularmente muito atingidos, depois que a Grécia fechou seus bancos e impôs controles de capital.

Às 8h19 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha queda de 2,57%, a 1.533 pontos. O índice de blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 caía 3,92% para 3.479 pontos, recuperando-se da queda de cerca de 4% que marcou a mais grave perda percentual desde o final de 2011.

Os bancos da Grécia amanheceram fechados nesta segunda-feira, para evitar que a população continue sacando tudo o que tem nas contas e quebre as instituições. O país tem até terça para pagar € 1,6 bilhão de euros ao FMI, e depende de um empréstimo dos outros países europeus para fazer esse pagamento. Mas, no fim de semana, o primeiro-ministro grego decidiu que vai fazer um referendo no próximo dia 5 para saber se aceita as condições desse empréstimo, que incluem alta de impostos e cortes nas aposentadorias. Com isso, o país deve dar o calote no FMI, e pode acabar deixando a zona do euro.

Após as conversas com os credores do país falharem no fim de semana, o Banco Central Europeu (BCE) congelou o financiamento aos bancos gregos. Atenas foi forçada a fechar os bancos para evitar o colapso das instituições.

Os bancos gregos permanecerão fechados e o mercado acionário da Grécia não terá operações a semana inteira. Os caixas automáticos vão reabrir na terça-feira, mas os saques diários serão limitados a € 60. Os controles de capital devem durar por muitos meses.

Em Londres, o índice Financial Times recuava 1,82%, a 6.630 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caía 3,42%, a 11.099 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 perdia 3,64%, a 4.875 pontos. Em Milão, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 4,17%, a 22.808 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 registrava baixa de 3,88%, a 10.931 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizava-se 4,68%, a 5.561 pontos.

Fonte: G1
Foto: A/D
Página anterior Próxima página