Economia: Petrobras vai rever lista de empresas fornecedoras, diz Bendine

Petrobras vai rever lista de empresas fornecedoras, diz Bendine



O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, afirmou nesta segunda-feira (29) que a empresa vai revisar os cadastros de seus fornecedores "para que haja segurança na execução de projetos". Porém, ele afirmou que a medida não tem relação com as investigações da Operação Lava Jato, que desarticulou um cartel de empreiteiras que prestavam serviço para a estatal.

A declaração foi feita durante a apresentação do novo plano de negócios e investimentos, que tem como meta frear o endividamento da companhia. O endividamento líquido da Petrobras saltou de R$ 282 bilhões no término de 2014 para R$ 332 bilhões no final do 1º trimestre deste ano.

“Serão aplicadas regras de compliance (governança) e medidas protetivas de maior robustez com fornecedores para dar segurança na execução de projetos. Vai ser feito de uma forma ampla, caso não tenhamos capacidade de fazer isso no Brasil, podemos buscar alternativas até no mercado externo”, disse o presidente da Petrobras.
O Plano de Negócios e Gestão 2015-2019 prevê US$ 130,3 bilhões em investimentos – uma redução de 37% na comparação com o plano anterior, de 2014 a 2018.

Ele foi aprovado na sexta-feira (26) pelo Conselho de Administração da estatal e divulgado nesta segunda ao mercado.

"Fizemos um plano robusto, bastante realista diante da nova realidade do setor de petróleo e gás. Todas as majors têm feito uma redução no plano de investimento para reduzir sua dívida", afirmou Bendine.
O presidente da estatal destacou que o plano de negócios 2015-2019 foi elaborado com as premissas de ter o preço médio do Brent em US$ 60 o barril e a taxa de câmbio entre R$ 3,10 a R$ 3,26 em 2016.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página