ECONOMIA

Alemanha diz que acordo rápido sobre resgate à Grécia é 'desejável'



Uma conclusão rápida das negociações com credores internacionais de um novo resgate à Grécia seria desejável, disse o porta-voz do governo alemão Steffen Seibert nesta segunda-feira (10), salientando que um acordo abrangente é mais importante que um acordo rápido.

Na mesma entrevista à imprensa, um porta-voz do Ministério das Finanças disse que seria razoável atrelar o tamanho da primeira parcela de ajuda ao progresso de Atenas em implementar reformas, segundo a Reuters.

No domingo, uma autoridade da Grécia afirmou que o país espera concluir as negociações com credores internacionais até, no mais tardar, a terça-feira (11), enquanto as conversas continuam em Atenas sobre um novo resgate multibilionário.

Ministros da área econômica passaram o domingo trancados em negociações com representantes dos credores. Autoridades gregas já haviam afirmado que o acordo de resgate deve ser enviado para o Parlamento até o dia 18 de agosto.

"Esforços estão sendo empreendidos para concluir as negociações, o horizonte é a noite da segunda-feira ou terça-feira cedo", disse uma autoridade grega que preferiu não ser identificada.

"Quando o novo resgate for ao Parlamento para voto, será um projeto com dois artigos – um artigo será o acordo de empréstimo e o memorando de entendimento, e o segundo artigo serão as ações prévias", disse a fonte, referindo-se às medidas que a Grécia precisa tomar para efetivar o acordo de resgate.

Atenas negocia com instituições da União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) empréstimos de até € 86 bilhões (US$ 94 bilhões) para evitar o colapso econômico e permanecer na zona do euro.

Fonte: G1
Foto: A/D

Postagens mais visitadas