Economia: Taxa de juros para pessoa física sobe pelo 18ª mês seguido, aponta Anefac

Taxa de juros para pessoa física sobe pelo 18ª mês seguido, aponta Anefac



As taxas de juros das operações de crédito voltaram a subir em março, completando 18 meses seguidos de elevações, segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira (7) pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac).

No cartão de crédito, os juros foram de 432,24% ao ano (14,95% ao mês) em março, ante 419,60% em fevereiro. Trata-se da maior desde outubro de 1995, quando estava em 459,53% ao ano.

No cheque especial, os juros de 263,71% ao ano (11,36%) são os maiores desde julho de 1999, quando eram de 278,48%. Em fevereiro, a taxa estava em 255,94%.

Segundo o diretor executivo de estudos da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, a das taxas de juros podem ser atribuídas ao cenário econômico que aumenta o risco do crescimento nos índices de inadimplência; à recessão econômica e às expectativas negativas para 2016.

Pessoa Jurídica
Das três linhas de crédito para pessoa jurídica pesquisadas pela Anefac, todas foram elevadas em março.

A taxa de juros média geral para pessoa jurídica passou de 4,43% ao mês (68,23% ao ano) em fevereiro para 4,50% ao mês (69,59% ao ano) em março de 2016, sendo esta a maior desde fevereiro de 2005.

Taxas de juros x Selic
Considerando todas as elevações da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde março de 2013, houve uma alta de 7 pontos percentuais (elevação de 96,55%), de 7,25% ao ano em março de 2013 para a taxa anual de 14,25%.

Neste período, a taxa de juros média para pessoa física apresentou uma elevação de 60,79 pontos percentuais (elevação de 69,10%) de 87,97% ao ano em março de 2013 para 148,76% ao ano em março/2016.

Nas operações de crédito para pessoa jurídica houve uma elevação de 26,01 pontos percentuais (elevação de 59,68%) de 43,58% ao ano em março de 2013 para 69,59% ao ano em março de 2016.

Fonte: G1
Foto: A/D
Página anterior Próxima página