Economia: 'PIB mensal' da Serasa tem pior 1º semestre desde 1991

'PIB mensal' da Serasa tem pior 1º semestre desde 1991



O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica, também chamado de "PIB Mensal" recuou 0,1% em junho na comparação com maio. Já em relação ao mesmo mês de 2015, foi registrada queda de 3,2%.

Os números indicam que, no primeiro semestre, o PIB fechou em baixa de 4,3% frente ao mesmo período do ano anterior. Foi o pior resultado para um primeiro semestre de toda a séria histórica do indicador, iniciada em 1991.

No primeiro semestre, pelo lado da oferta agregada, a atividade agropecuária recuou 1,3%; a indústria, 4,8% e o setor de serviços, 3,2%.

Já do ponto de vista da demanda agregada, o consumo das famílias caiu 5,9%, consumo do governo, 2,3% e os investimentos, 13,1%. Somente o setor externo contribuiu positivamente para a atividade econômica, evitando um tombo maior da economia brasileira: as exportações avançaram 7,6% e as importações recuaram 16,1% ao longo do primeiro semestre de 2016.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a combinação da queda dos rendimentos, do desemprego em alta, do baixo nível de confiança de consumidores e empresários e do crédito mais restritivo contribuiu para a "vigência do quadro recessivo da economia brasileira durante o primeiro semestre de 2016".

Fonte: G1
Foto: Reprodução/TV Globo
Página anterior Próxima página