Economia: Preços dos imóveis têm queda real de 4,8% em 2016, diz FipeZap

Preços dos imóveis têm queda real de 4,8% em 2016, diz FipeZap



Os preços dos imóveis têm queda real (considerando a inflação) de 4,5 em 2016, segundo dados da pesquisa FipeZap divulgados nesta quarta-feira (2). Considerando dados até julho, os preços tiveram alta de 0,09% - abaixo da inflação esperada para o período, de 4,84%.

Já na comparação mensal, os preços dos imóveis se mantiveram praticamente estáveis em julho, com leve alta de 0,06% em relação aos valores de junho – também abaixo da inflação esperada para o período, de 0,41%.

Já na variação dos doze meses terminados em julho, houve queda real de 8% dos preços. Isso porque, enquanto os valores se mantiveram praticamente estáveis, com leve queda de 0,09%, a inflação esperada para o período é de 8,62%.

Comparação entre as cidades
Entre os 20 locais pesquisados, todos tiveram queda real nos preços dos imóveis nos primeiros sete meses de 2016.

O maior recuo foi na cidade do Rio de Janeiro, onde os preços caíram 1,82%. No entanto, a cidade continua tendo o metro quadrado mais caro entre os locais pesquisados, com valor de R$ 10.241 mil. A média dos 20 locais é de R$ 7.637 mil.

A segunda maior queda de preços no acumulado do ano foi em Niterói (RJ), com recuo de 1,81%, seguida por Recife, com diminuição de 1,37%.

Já o maior aumento de preços entre janeiro e julho foi em Vitória, com elevação de 3,28%, seguido por Florianópolis, com 3,13%, e Contagem (MG), com 2,46%. No entanto, a alta nessas cidades é menor que a inflação esperada para o período, de 4,84%.

Fonte: G1
Foto: A/D
Página anterior Próxima página